Museu do Fado
siga-nos em:
Exposições Temporárias
 
O Fado por Stuart Carvalhais
Data de início: 2005-09-15
Data de fim: 2006-04-30
Barómetro da popularidade das canções, a partitura assumiu-se, antes da gravação fonográfica, como o factor primordial na divulgação de novas composições musicais. Os fados de maior sucesso cantados nos palcos do teatro de revista ou no cinema são em geral editados em partitura para piano solo ou canto e piano, indo de encontro ao mercado da prática musical doméstica, ligada ao Fado desde pelo menos a década de 1870. A partir de 1920 a impressão de partituras conhece um grande incremento pela mão das editoras musicais, que contratam artistas conceituados para fazerem as capas, o aspecto gráfico de apresentação ao público. 

Na sequência da doação ao Museu do Fado de um importante acervo de partituras impressas com ilustrações de Stuart de Carvalhais (1887/1961), o museu promove uma exposição temporária alusiva à obra de ilustração de Stuart no âmbito do universo do Fado. 

Este acervo foi doado por Michel de Roubaix ao Museu do Fado, que agora expõe aproximadamente uma centena e meia de partituras representativas da obra gráfica e plástica de Stuart de Carvalhais no âmbito da ilustração de capas de partituras impressas. 

A exposição integra ainda os trabalhos de ilustração da autoria de artistas contemporâneos de Stuart de Carvalhais como Almada Negreiros, Botelho, Amarelhe, Armindo, Afonso Costa, Fred Kradofler, Pinto de Campos, Telles Machado, Júlio Sousa, Fraga, entre outros.

< voltar