Museu do Fado
siga-nos em:
Eventos
 
Paulo Bragança apresenta "Cativo"
Data de início: 2018-03-24
Paulo Bragança
24 março, sábado, 21h30
Auditório do Museu do Fado

Entrada livre no limite dos lugares disponíveis.
Reservas para comunicacao@museudofado.pt ou 21 882 34 70.


“Numa ida data, de um dia qualquer, de todos os dias, um bardo, descido dum reino maravilhoso
Larga pedaços de murmúrios pelos cantos da cidade onde água corre
Gingando Amores
Sofrendo horrores
Agarrados ao peito, numa aflição de que se gosta
e pela qual se reza para que Nunca se acabe.”

Paulo Bragança sobre "Cativo"  


Paulo Bragança apresenta "Cativo" - o seu novo EP - 17 anos depois do seu último álbum, "Lua Semi-Nua". "Rosa da Noite" é o primeiro tema deste novo trabalho do fadista e o seu primeiro single desde 2006. "Cativo" é apresentado em conjunto com a editora Alma Mater Records e conta com sete temas inéditos.


Porquê "Cativo"?

Paulo Bragança explica que vem do “Ser enquanto Voz” ou seja, o “Cativo que todos temos na Voz”. É a palavra que melhor representa os novos temas do fadista que, com este trabalho mostra, de forma despudorada, essa condição: da voz natural presa à Voz do Verbo que “no início ERA”. Cativo, o Fado de cada Um por Condição.

Paulo Bragança é "o anjo caído do Fado". O Fadista Punk, o Homem que descalço se perdeu e se encontrou pelo mundo. Em exílio “espiritual e artístico” durante mais de uma década, eis que regressa para retomar um caminho que está longe de ter concluído. Em 1992 edita o seu primeiro disco e espanta Portugal. Do choque à adoração foi um ápice. "Amai" vê a luz do dia dois anos depois, em 1994. Percorre o mundo, pela mão de David Byrne (Talking Heads/Luaka Bop). Edita ainda Mistério do Fado (1996), Lua Semi-Nua (2001) e desaparece.

Ressurge em Dublin, como licenciado em Filosofia e actor de cinema (Henry and Sunny, Fergal Rock). Começa a fazer as malas. No regresso a Portugal assina uma colaboração lunar com os Moonspell, no tema In Tremor Dei, do disco novo da banda de Metal gótico, 1755, dedicado ao Terramoto de Lisboa.

Portugal recebe-o como uma bênção. O público acolhe-o de braços abertos no Caixa Alfama, no Festival Bons Sons, no EntreMuralhas. 

Lança agora novo disco, antecipando o seu próximo álbum: "Exílio". 

< voltar
stqqssd
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28        
em destaque...