Museu do Fado
siga-nos em:
Personalidades
 
Filipe Duarte
( 28 Outubro, 1934 )
Filipe Duarte participou num concurso organizado pelo poeta Radamanto, "Primavera do Fado" e estreou-se de seguida, com 24 anos, no “Faia”, adquirindo a profissionalização.

Filipe Duarte participou num concurso organizado pelo poeta Radamanto, "Primavera do Fado" e estreou-se de seguida, com 24 anos, no “Faia”, adquirindo a profissionalização.

A partir desta data passou a actuar em diversas casas de fado, como a "Mãe Preta" e a "Parreirinha de Alfama". A última casa em que integrou o elenco permanente foi o "Senhor Vinho", onde esteve na década de 70, durante um período de cerca de 12 anos.

Filipe Duarte deslocou-se ao Porto para uma actuação de 8 dias e acabou por ficar 2 anos, a actuar em casas como o "Mal Cozinhado" e a "Taverna de S. Jorge".

É na década de 1980 que se estreia nas actuações a nível internacional, tendo cantado em países como Espanha, Estados Unidos, Brasil, Roménia, Tunísia ou Holanda. Acrescente-se que fez uma digressão de 6 meses a Macau.

Também nesta década de 80 em sociedade com Tony de Matos e Carlos Zel, abre a casa típica "Fado Menor", no entanto será o “Solar do Fado”, na Calçada da Memória (Ajuda) a casa que elege como sua, gerindo o espaço por um período de 11 anos.

Posteriormente continua a fazer as suas actuações em espectáculo, nomeadamente nas 4ªs feiras de fado do Casino Estoril, a convite de Carlos Zel.

A sua carreira integrou diversas apresentações na televisão, participando em programas como o "Fados de Portugal" de António Pinto Basto, ou o "Parabéns" de Herman José.

Conta com várias edições discográficas, em formato de LP e Single, gravadas para diversas editoras, mas apenas uma reedição em formato CD.

Selecção de fontes de informação:

Dados fornecidos por Francisco Mendes em 22 de Fevereiro de 2007



Selecção de fontes de informação:
Dados fornecidos por Francisco Mendes em 22 de Fevereiro de 2007

Última actualização: Julho de 2008