Museu do Fado
siga-nos em:
Personalidades
 
Maria Armanda
( 1 Janeiro, 1942 )
Ao longo dos anos foi dividindo as suas actuações entre prestigiadas Casas de Fado, participações em Teatro de Revista no Parque Mayer, espectáculos nacionais e digressões pelo estrangeiro (desde EUA, Canadá, Venezuela, Brasil, Suíça e França).

“Uma marcante carreira de mais de 3 décadas, desde que ganhou a “Noite de Fados” da Casa da Imprensa, em 1968 (que lhe facultou a gravação do seu primeiro trabalho discográfico, hoje alargada a mais de duas dezenas de edições fonográficas).

Em 1981 conquista do Prémio Ary dos Santos, atribuído pela Casa da Imprensa ao melhor intérprete de temas deste autor. Em 2001, de novo pela Casa da Imprensa, vê ser-lhe atribuído o Prémio Carreira, prestigiando a sua versatilidade artística e quantidade de edições fonográficas de reconhecida qualidade.

Ao longo dos anos foi dividindo as suas actuações entre prestigiadas Casas de Fado, participações em Teatro de Revista no Parque Mayer, espectáculos nacionais e digressões pelo estrangeiro (desde EUA, Canadá, Venezuela, Brasil, Suíça e França).

No tocante a incursões de grande prestígio internacional, merecem destaque:

Em 1976, presença no Brasil durante 14 meses seguidos em múltiplas digressões por vários Estados Brasileiros; em 1977, presenças em Coração e Venezuela, na companhia de nomes conhecidos, como Max e Argentina Santos; na década de oitenta, várias deslocações ao Canadá e Califórnia.

Ainda na década de oitenta possui a sua própria cada de fados: “Malhoa”.

A década de noventa foi marcada pelas múltiplas gravações de cd´s.

A iniciar o novo século, Maria Armanda foi convidada para atracção musical no Parque Mayer em “Tem Palavra a Revista”.

A partir de 2001 integra o elenco do Grupo “Entre Vozes”, com vários espectáculos, já concretizados no estrangeiro e em Portugal e três cd´s editados.”

Actualmente podemos encontrar Maria Armanda a actuar no restaurante “Guitarras de Lisboa”, em Alfama, mantendo-se simultaneamente no projecto “Quatro Vozes”, que junta os nomes de: Teresa Tapadas, António Pinto Basto e José da Câmara, e que se apresentam em público, em inúmeros espectáculos pelo país.

Selecção de fontes de informação:
Breve biografia de apresentação cedida ao Museu do Fado pela C2E.

Última actualização: Maio de 2008