Museu do Fado
siga-nos em:
Personalidades
 
Teresa Tarouca
( 1 Janeiro, 1942 )
Começa por cantar com 11 anos de idade em espectáculos de beneficência e foi considerada menina-prodígio, durante os anos 50

Teresa de Jesus Pinto Coelho Telles da Silva que foi buscar um velho apelido de família, adoptou o nome de Teresa Tarouca. Bisneta dos Condes de Tarouca, é oriunda de uma família ligada à música, é prima de Frei Hermano da Câmara, e prima afastada de Maria Teresa de Noronha.

Começa por cantar com 11 anos de idade em espectáculos de beneficência e foi considerada menina-prodígio, durante os anos 50. Teresa estreia-se a cantar o fado com apenas 13 anos, no Salão de Bombeiros de Oeiras. Em 1958 recebe o Óscar da Imprensa.

Assina em 1962 o seu primeiro contrato de gravação com a RCA.

Teresa Tarouca destaca-se pelo trabalho com prestigiados autores: D. António de Bragança, João de Noronha, Alfredo Marceneiro, Pedro Homem de Mello, Maria Manuel Cid, entre muitos outros.

Durante o seu percurso artístico, Teresa Tarouca teve a oportunidade de se apresentar em vários palcos do mundo: Dinamarca, Bélgica, Espanha, Estados Unidos da América, Brasil, Macau. Em 1973 foi convidada do Festival RTP da Canção.

Em Maio de 1994 comemorou os 33 anos de carreira, num grande espectáculo no Teatro Tivoli, e continua a cantar regularmente, tendo actuado em 1996 no Coliseu dos Recreios em Lisboa.

Actuou em 2003 no “Velho Pátio de Santana”.

Última actualização: Agosto de 2008



stqqssd
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      
em destaque...