Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Há Fado no Cais | Online

O Museu do Fado, o CCB e a Antena 1 disponibilizam online, na plataforma RTP Play, concertos do ciclo Há Fado no Cais, de 2018 e 2019, para que os possa ouvir tranquilamente, em casa, no dia e hora que lhe for mais conveniente. Começamos já no início de Maio, com três espectáculos inesquecíveis que esgotaram o Grande Auditório. Aponte na agenda as suas datas de estreia na RTP Play.

 

CAMANÉ . 1 MAIO

 

Pelo segundo dia consecutivo, Camané esgotava o Grande Auditório do CCB, num concerto dividido em duas partes: a primeira com temas do seu álbum “Camané canta Marceneiro” e a segunda com uma retrospectiva dos fados que marcaram o seu percurso.  Na homenagem a Alfredo Marceneiro, os fados escolhidos apresentaram o pioneirismo e a capacidade vocal inovadora que marcou Marceneiro e que tem em Camané o seu digno “herdeiro musical”, tanto no estilo como na emoção que imprime em cada interpretação. Na segundo parte, entre os temas que todos conhecemos na voz do fadista, cantou "Ela tinha uma amiga (chamada Maria)" e "Sei de um Rio", entre tantos outros que resultaram em ovações intermináveis. Um concerto absolutamente inesquecível, de um dos mais consensuais fadistas da actualidade. 

Camané foi acompanhado por José Manuel Neto na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença na viola e Paulo Paz no contrabaixo. O concerto aconteceu a 12 de Outubro de 2018.

Pela Antena 1, a gravação é de Rui Borges e Gonçalo Lopes, a produção e edição, de Cristina Condinho, e a locução de Noémia Gonçalves.  

 
 

KATIA GUERREIRO . 15 MAIO

 

Sempre, e para sempre, Fadista... Neste concerto, Katia Guerreiro apresentava o seu álbum "Sempre", que trazia um trunfo surpreendente e inesperado: a produção sábia, cirúrgica e imaculada de José Mário Branco. Unanimemente reconhecida como uma das mais importantes fadistas do novo milénio, Katia Guerreiro entrou em palco com o tema "A Minha Vida", ponto de partida para um espectáculo elegante e emotivo, repleto de alma e de verdade, onde fados como "Dia Não" ou "Fora de Cena" se foram cruzando com algumas das histórias que a fadista partilhou com o público. 

A acompanhar Katia Guerreiro estiveram Pedro de Castro e Luís Guerreiro na guitarra portuguesa, João Veiga e André Ramos na viola de fado e Francisco Gaspar na viola baixo, músicos e companheiros de viagens e aventuras pelo mundo. O concerto aconteceu a 15 de Fevereiro de 2019. A produção e edição pela Antena 1 é de Cristina Condinho.

 

 

JORGE FERNANDO . 22 MAIO

 

Este foi o concerto de comemoração dos 40 anos de carreira de Jorge Fernando. Músico, fadista e produtor, é um dos compositores mais cantados da música portuguesa. Acompanhou Amália Rodrigues pelo mundo e escreveu para alguns dos maiores nomes do Fado, como Fernando Maurício, Ricardo Ribeiro, Camané, Ana Moura e Mariza, entre muitos outros. Afirmando-se hoje como um ícone do Fado, apresentou alguns temas inéditos e revisitou os seus maiores sucessos neste concerto de celebração repleto de amigos. Os convidados que se juntaram à festa foram Custódio Castelo, com a sua guitarra portuguesa, e Mariza que, quase no final do espectáculo, cantou "Chuva", tema composto por Jorge Fernando, brindando ainda o amigo, e a assistência, com mais dois temas. Também Tozé Brito subiu ao palco, em nome da SPA - Sociedade Portuguesa de Autores, para lhe atribuir a Medalha de Honra.  

Os músicos que acompanharam Jorge Fernando em palco, nesta noite de festa, foram André Dias e Bruno Chaveiro na guitarra portuguesa, Davide Zaccaria no violoncelo e João Pina no apoio vocal. O concerto aconteceu a 9 de Fevereiro de 2018.
Pela Antena 1, a captação é de Gonçalo Lopes, a produção de Cristina Condinho e a locução de Andreia Pinto. 

 
-----
 
Cada um destes concertos foi emitido na Antena 1, numa versão de cerca de 50 minutos. É essa emissão que será disponibilizada na RTP Play, ficando online até 30 de Junho. 
O ciclo Há Fado no Cais é co-produzido pela Egeac/Museu do Fado e pelo CCB desde 2012. Tem o apoio da Antena 1. 
 
Fotos: José Frade / Egeac