Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

Conheça melhor:

Julieta Reis

(02 Novembro, 1935)

Julieta Reis nasce em Lisboa e estreia-se aos 17 anos como cançonetista no "Conjunto Manuel Simões". Uma vez que Julieta era menor o seu pai teve que autorizar, de forma escrita, a sua integração no conjunto, onde interpretou um repertório muito variado em palcos por todo o país.

Profissionaliza-se com 20 anos e é convidada para o elenco do "Café Luso". Entretanto, Julieta Reis casa-se e vai viver para a Marinha Grande, deixando de cantar e de actuar em público. Após este interregno, Julieta Reis regressa ao mundo do Fado pela mão do José Borges. Neste percurso, passa por várias casas de Fado e nelas permanece mais ou menos tempo, conforme as condições que lhe são oferecidas, e das quais destacamos: "Lar Português", "Adega Mesquita", "Márcia Condessa", "Viela", "A Severa", "Cesária", "Solar da Madragoa", "Forcado", “Timpanas”, entre outras.

Durante a sua permanência na casa de fados "Severa" gravou algumas músicas nos Estúdios da Emissora Nacional, em conjunto com o restante elenco da casa. O objectivo destas gravações era a sua venda na casa de fado.

Julieta Reis é também contratada para actuar em Moçambique, na cidade Beira, no "Moulin Rouge" onde esteve cerca de dois anos. Passa também por outros palcos internacionais, nomeadamente na Holanda, na América e em França.

Em Inglaterra (Londres) substitui a fadista Maria Amorim que por motivos de saúde não pode actuar na casa de Fados. Nesta cidade, Julieta Reis permanece até ao falecimento de Maria Amorim.

No seu percurso artístico Julieta Reis trabalha com vários artistas, quer do Fado quer da canção, e é no Casino da Figueira da Foz que mais se destaca. Passa ainda pela cidade do Porto onde colabora na casa de fados "Candeia".

No seu percurso, Julieta Reis integra várias colectâneas de fado, com gravações em formato de disco e cassetes.

Reforma-se aos 65 anos mas continuaria, pontualmente, a colaborar na casa de fados da amiga Julieta Estrela, "Fado Maior", assim como em festas de beneficência por todo o país.

 

Fonte:

Museu do Fado – Entrevista realizada em 30 de Agosto de 2006

 

 

Julieta Reis, Amadeu Ramim Restarante O Luso, 1959

Julieta Reis

Julieta Reis

Julieta Reis

Julieta Reis, Ricardo Parreira e Mário Estorninho.

  • Madragoa Julieta Reis (João Bastos / Frederico Valério)