Ao utilizar este site, concorda com o uso de cookies de acordo com a nossa Política de Cookies.

concordo

04 Junho, 2009

Alain Oulman (1928-1990): As Mãos Que Trago

img

No dia 4 de Junho de 2009 o Museu do Fado inaugurou a exposição temporária Alain Oulman (1928-1990): As Mãos Que Trago, numa justa homenagem ao legado deste compositor luso-francês, que influenciou decisivamente o fado e a música popular portuguesa.

Nesta exposição apresentou-se o acervo inédito de Alain Oulman em diversos núcleos  que ilustram as suas múltiplas facetas como compositor, editor e encenador, para além de objectos e memórias biográficas, depoimentos e registos da sua continuidade na interpretação de temas por artistas da actualidade.

De realçar a correspondência trocada com Amália Rodrigues e os escritos de autores como José Régio, Pedro Homem de Mello, Ary dos Santos, Manuel Alegre ou Mário Soares.

Para assinalar a abertura da exposição Camané interpretou alguns dos grandes temas que Alain Oulman compôs para Amália Rodrigues, acompanhado ao piano por Mário Laginha.